gregs

Edital é para ser estudado: resumindo o CFP nº 01/2015

10 de Novembro de 2015

A princípio, pensei que só postaria aqui aulas e resumos dos conteúdos de psicologia para concurso que eu ando estudando. Mas, enquanto esquematizava o edital do Conselho Federal que acaba de sair, me dei conta de que tenho lá uma "técnica" que gostaria de compartilhar: edital também é para ser estudado!

Você provavelmente já prestou pelo menos um concurso ou seleção e percebeu que editais costumam ser um labirinto de informações e armadilhas. Quantas vezes não vimos algum(a) amiga(o) desesperado nos últimos momentos porque esqueceu (ou pior, sequer leu) algum “detalhe” importante? Isso quando não somos nós mesmos(as) em apuros. É inevitável, saber como estudar para concursos públicos também significa saber extrair e armazenar informação relevante dos editais.

Pois bem, você provavelmente já tem seu próprio método de estudo de editais, mesmo que nunca o tenha enunciado explicitamente. Seria você mais “espontânea(o)”, o tipo que confia numa leitura dinâmica e na própria memória ou mais “metódica(o)”, que imprime tudo e grifa o texto com três cores diferentes? Como você organiza suas pastas? Consegue acessar em 30 segundos o último edital que tentou ou precisa lembrar onde é que ele foi parar?

Sabendo que (1) as maneiras são muitas, mas também reconhecendo que, cá entre nós, (2) algumas são melhores que outras, apresento abaixo as soluções a que cheguei. Use à vontade e adapte como seu coração mandar.

Logo em seguida, apresento o edital CFP nº 01/2015 resumido e esquematizado.

Organize-se por pastas

Primeiro, uma dica rápida: organize com carinho seus arquivos. Ninguém merece ter que navegar por uma pasta de downloads repleta de arquivos pre-históricos, mofo e teia de aranha. Se você leva a sério a si mesmo, precisa ser melhor que isso.

A fórmula básica é novo edital = nova pasta. Tudo lindo, tudo no mesmo lugar. Cogitou prestar um novo concurso? Pasta nele. Qualquer outro arquivo referente a esse edital vai no mesmo lugar, pra sanidade do seu eu futuro. Logo você terá uma noção mais clara dos editais que tentou e está tentando.

Aos poucos, porém, essas pastas também vão começar a acumular e será necessário organizar seu novo entulho. Nesse caso, você pode subdividir sua pasta-mãe: crie uma pasta “Antigas” para editais passados e outra “Passei”, para os bem-sucedidos (acredite, eles virão).

A estrutura das pastas ficará mais ou menos assim:

     Editais
    ├──  CFP 01-2015
    ├──  Edital x
    ├──  Antigas
       ├──  Edital y
       └──  Edital z
    └──  Passei
        └──  Edital w

Ah! E uma ótima ideia é manter tudo no Dropbox (ou serviço similar). Dessa forma, você se previne de alguma pane no PC e ainda garante que terá acesso aos arquivos em qualquer lugar.

Resumindo os editais

Depois de passar um tempo resumindo um edital após o outro, me cansei de reinventar a roda e criei um modelo de resumo, que deixo sempre estacionado na minha pasta de editais. Quando preciso, faço uma nova cópia para usar, deixando o arquivo original intocado.

A seguir, você pode fazer download do arquivo ou copiar diretamente o texto, o que preferir. Use se achar útil e adapte se quiser.

O conteúdo do modelo é simples e segue abaixo:

Edital nº xx/2015
Cargo xxx

Banca:
Vagas:
Salário inicial: R$ 0,00
Jornada: 20, 30 ou 40h
Regime: CLT ou Estatutário

Inscrições

Via internet entre xx/xx e xx/xx
www.xxx.com.br
Taxa: R$ 00,00

Provas

1. Prova objetiva
2. Prova de redação
Data provável: xx/xx

Conteúdo programático

  • listas
  • são mais
  • legíveis

Pronto, preenchendo esses poucos tópicos você tem praticamente tudo que precisa para acompanhar o edital. Confira abaixo o modelo em ação.

Cursos Online para Concursos

Resumo do edital:
CFP nº 01/2015
Analista técnico - Psicologia

Banca: Quadrix
Vagas de cadastro reserva: 50 vagas (sendo 37 de ampla concorrência).
Salário inicial: R$ 7.225,26 + benefícios. ( ! )
Jornada: 40h

Inscrições

Via internet até 13/12/2015.
Taxa: R$ 70,00
Comprovante definitivo de inscrição (com dia, horário, local e sala) estará disponível no site na data provável de 18/01/2016.

Provas

Às vezes é útil colar imagens do próprio edital.

Data provável: 24/01/2016 à tarde
Prova de títulos:

  • Doutorado: 1,5 pontos,
  • Mestrado: 1,0 pontos,
  • Pós-graduação Lato Sensu: 0,5 pontos.

Conteúdo programático:

CONHECIMENTOS BÁSICOS

1.1 LÍNGUA PORTUGUESA
  • Compreensão e interpretação de textos, com domínio das relações morfossintáticas, semânticas, discursivas e argumentativas.
  • Tipologia textual.
  • Coesão e coerência.
  • Ortografia oficial.
  • Acentuação gráfica.
  • Pontuação.
  • Formação e emprego das classes de palavras.
  • Significação de palavras.
  • Sintaxe da oração e do período.
  • Concordância nominal e verbal.
  • Regência nominal e verbal.
  • Emprego do sinal indicativo de crase.
  • Processo de comunicação: Intencionalidade Discursiva.
  • Elementos Constituintes da Comunicação.
  • Intertextualidade.
  • Desenvolvimento textual: elaboração de relatórios projetos e planejamentos.
1.3 NOÇÕES DE INFORMÁTICA
  • Conceitos básicos: novas tecnologias e aplicações, ferramentas e aplicativos, procedimentos de informática, tipos de computadores, conceitos de hardware e de software.
  • Ambiente Windows (versões 7 e 8): noções de sistemas operacionais, programas e aplicativos e conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas.
  • Microsoft Office (versões 2010, 2013 e 365): Word (editor de textos), Excel (planilhas), Power Point (apresentações), Outlook, OneNote e Lync.
  • Redes de computadores: conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de internet, extranet e intranet.
  • Programas de navegação: Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome, Safari e Opera.
  • Utilização de internet: Sítios de busca e pesquisa, ambientes colaborativos. Redes sociais, computação nas nuvens (cloud computing).
  • Segurança da informação: noções de vírus, worms e outras pragas virtuais, técnicas de fraude e invasão de sistemas, aplicativos (antivírus, firewall, antispyware etc.), procedimentos de segurança e backup.
1.4 ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO
  • Ética e moral.
  • Ética, princípios e valores.
  • Ética e democracia: exercício da cidadania.
  • Ética e função pública.
  • Ética no Setor Público.
  • Decreto nº 1.171/1994 (Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal).
  • Lei nº 8.112/1990 e alterações.
1.5 LEGISLAÇÃO (para os cargos de nível superior)
  • Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962: Dispõe sobre os cursos de formação em Psicologia e regulamenta a profissão de Psicólogo;
  • Lei nº 5.766, de 20 de dezembro de 1971: Cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências.
  • Decretos
    • Decreto nº 53.464, de 21 de janeiro de 1964: Regulamenta a Lei nº 4.119, de agosto de 1962, que dispõe sobre a Profissão de Psicólogo;
    • Decreto nº 79.822, de 17 de junho de 1977: Regulamenta a Lei nº 5.766, de dezembro de 1971, que criou o Conselho Federal e Conselhos Regionais de Psicologia e dá outras providências.
  • CBO – Catálogo Brasileiro de Ocupações – Atribuições Profissionais do Psicólogo no Brasil.
  • Resoluções
    • Resolução CFP nº 019/2000: Institui o Manual Unificado de Orientação e Fiscalização – MUORF;
    • Resolução CFP nº 07/2003 institui o Manual de Elaboração de Documentos, produzidos pelo psicólogo, decorrentes de Avaliações Psicológicas;
    • Resolução CFP nº 10 /2005: Aprova o Código de Ética Profissional do Psicólogo;
    • Resolução nº 1/2006: Altera a Resolução CFP nº 19/2000, que institui o Manual Unificado de Orientação e Fiscalização – MUORF;
    • Resolução 3/2007: Consolidação das Resoluções do CFP;
    • Resolução nº 6/2007: Institui o código de processamento disciplinar.
  • Declaração Universal dos Direitos Humanos.
  • POLÍTICAS PÚBLICAS:
    • Sistema Único de Saúde (SUS):
      • Lei nº 8080/90;
      • Lei n° 8142/90;
    • Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

2.2.2 ANALISTA TÉCNICO – ÁREA: PSICOLOGIA
  • PROCESSO DE COMUNICAÇÃO:
    • Intencionalidade Discursiva.
    • Elementos Constituintes da Comunicação.
    • Intertextualidade.
  • DESENVOLVIMENTO TEXTUAL:
    • elaboração de relatórios,
    • pareceres técnicos,
    • projetos,
    • planejamentos.
  • AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA:
    • Resoluções CFP nº
      • 001/2002 (avaliação psicológica em concurso público),
      • 016/2002 (avaliação psicológica e Carteira de Habilitação),
      • 002/2003 (comercialização e uso de testes psicológicos),
      • 007/2003 (manual de elaboração de documentos),
      • 007/2009 (avaliação psicológica e carteira de habilitação).
    • Nota Técnica CFP N° 001/2011 com informações sobre pontos da resolução n° 007/2009 que trata da avaliação psicológica no contexto do trânsito.
  • ATENDIMENTO MEDIADO POR COMPUTADOR:
    • Resolução CFP nº 012/2005.
  • DOCUMENTOS PRODUZIDOS PELO PSICÓLOGO:
    • Resolução CFP nº 015/1996.
  • Inscrição de Profissionais:
    • Resoluções CFP nº
      • 002/2002
      • e 003/2007.
  • ORIENTAÇÃO, FISCALIZAÇÃO, ÉTICA E PROCESSOS ÉTICOS:
    • Resoluções CFP nº
      • 006/2007,
      • 019/2000,
      • 001/2006,
      • 010/2005.
  • TÍTULO DE ESPECIALISTA:
    • Resolução CFP nº 013/2007
  • PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO RACIAL:
    • 018/2002.
  • ORIENTAÇÃO SEXUAL:
    • Resolução CFP nº
      • 001/1999
      • e 014/2011.
  • MÉTODOS E TÉCNICAS COMPLEMENTARES:
    • Resoluções CFP nº
      • 013/2000
      • e 005/2002.
  • PROCESSO DE COMUNICAÇÃO:
    • Intencionalidade Discursiva.
    • Elementos Constituintes da Comunicação.
    • Intertextualidade.
  • DESENVOLVIMENTO TEXTUAL:
    • elaboração de relatórios,
    • pareceres técnicos,
    • projetos,
    • planejamentos.
  • PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL:
    • Valores, atitudes e satisfação com o trabalho;
    • Motivação no trabalho;
    • Grupos e equipes de trabalho nas organizações;
    • Poder nas organizações;
    • Clima e cultura organizacional;
    • Papel do psicólogo organizacional e suas implicações éticas;
    • Análise e desenvolvimento organizacional;
    • Intervenção nas organizações;
    • Entrevista de desligamento de pessoal;
    • Gestão de pessoas (identificação de talentos, domínio de competências, avaliação e gestão do desempenho).
    • Mudança Organizacional.
    • Qualidade de vida no Trabalho.
    • Integração de empregados portadores de necessidades especiais.
    • Equipes e grupos de trabalho.
    • Comunicação, liderança, motivação.
    • Manejo da solução de conflitos.
    • Mediação.
    • Relacionamento interpessoal.
    • Análise de cargos: objetivos e métodos.
    • Treinamento: levantamento de necessidades, planejamento, execução e avaliação.
    • Gestão de pessoas por competências.
  • AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA:
    • fundamentos da medida psicológica,
    • instrumentos de avaliação,
    • avaliação
    • e interpretação de resultados.

Como você pode ver, a maior parte do conteúdo se restringe às resoluções do CFP. Isso é muito bom! Esses textos, apesar de serem mais "duros" são bem objetivos e ótimos para estudar.

Sobre o conteúdo acadêmico, com praticamente duas referências você já se garante:

Concluindo

Reparou na utilidade de colocar em tópicos o conteúdo programático? Muito mais legível e compreensível, não é mesmo? Reparou também nos trechos repetidos nos conteúdos específicos de psicologia? Está assim mesmo no edital do CFP! Eu só copiei, colei e coloquei em formato de lista. Não sei vocês, mas dificilmente eu teria reparado nisso lendo aquele blocão intragável de texto.

Nessa postagem, apresentei um pouco dos métodos que uso para estudar editais, mas certamente há infinitos outros. E você, faz algo parecido ou muito diferente? Achou o modelo útil? Comente abaixo =)